domingo, 14 de setembro de 2008

Silas e a turminha em: Perigo Perigo Perigo. Em Bangkok.

Vamos escolher um filme para assistir. Temos Hellboy II, que a crítica, a normal e a nerd, aplaudem. Temos Ensaio Sobre a Cegueira, que crítica por crítica, o próprio autor do livro chorou quando viu. E temos um amigo chamado Ivan.

Ele é conhecido por ser, acima de tudo, sincero. É conhecido por outras coisas também, mas para que você, que não conhece o Ivan, não o julgue erroneamente (ou o julgue corretamente, mas não tão bem assim), eu vou falar só de uma das características dele, que descobrimos ontem.

Ele queria assistir Perigo em Bangkok.



"NOTHING IS DEADLIER
THAN A HITMAN
THAT HITS BACK."

Sentiram o drama né.

Acho que esse foi o pior filme que eu assisti num cinema. Na TV eu já vi House of the Dead (ou outros do Uwe Boll), em DVD já vi O Pequenino (ou outros dos irmãos Wayans), mas pagando 7 ou 8 reais suados do trabalho que Deus me deu para assistir em tela grande, esse ganha.

Primeiro: este é mais um filme estilo "coleção de clichês". Segundo, é um filme dos irmãos Pang. OS IRMÃOS PANG. Não os Watchowski, não os Cohen. Os PANG. Nicholas Cage interpreta um assassino profissional que roubou o cabelo do Tom Hanks em Código Da Vinci, e que é um incrível bunda mole. Sabe o clichê do assassino que tem três ou quatro regras inquebráveis, e que em algum momento quebra uma (ou todas) elas por causa de algum personagem secundário, e que por isso arranja muita confusão? Tem nesse filme. Ele vai a Bangkok para matar umas pessoas para a máfia local, fica amigo de um mané local, começa a sair com uma caixa de farmácia SURDA-MUDA local, e você sabe o que acontece. Vai, sabe sim.

A lista de clichês que o filme copia é invejável. Tem Máquina Mortífera. Tem O Profissional. Tem Karatê Kid. Tem A Outra Face. Tem o que você quiser. Só que tudo feio. Tudo tosco. Sem nem a decência de colocar frases de efeito machonas, como "Este é o meu estilo de limpeza, babe." que são capazes de salvar o que quer que seja.

Moça que faz o assassino repensar a vida? Tem. Conflito de consciência por "mas eu estou matando alguém bom!"? Tem. Amigo menos capaz que acaba virando aprendiz? Inacreditavelmente tem. Problemas pela "moça SURDA-MUDA" ser contra essa coisa de matar pessoas? Tem. Mafiosos amorais que estão lá para não serem mafiosos, e sim carne de açougue? Tem. *Spoiler* Personagem principal que se mata junto com vilão porque A) Cansou de viver B) Já tá baleado mesmo C) Quer deixar uma mensagem para quem sobreviveu? Tem. *Spoiler*

O Nicholas Cage fez isso de favor, ou pra pagar as contas.

Não vão assistir Perigo em Bangkok. Eu suplico.

E nunca deixe o Ivan escolher o filme. Você acreditaria que além de tudo, no meio do filme ele dormiu e só acordou depois do final? Se conhecesse ele, com certeza acreditaria.

Um comentário:

Alisa disse...

You know, Silas, I trust you. Request granted — I will not go see that movie.